Make your own free website on Tripod.com
DESEJO | SILÊNCIO | PARA UMA PESSOA ESPECIAL... | FOLHAS PERDIDAS | PARA ALGUÉM | AMOR... | DEVE TER SIDO AMOR... | POEMA SEM NOME... | DA NUVEM DO ESQUECIMENTO ÀS AREIAS DO TEMPO... | SOMENTE VOCÊ | À MINHA AMIGA | ROSAS DE AMOR... | QUANDO AS PALAVRAS SE PERDEM | ESPERANDO... | ABANDONO | SE ERRAR É HUMANO, AMAR É DIVINO... | RECOMEÇAR | UM POUCO MAIS DE CONSIDERAÇÃO | A ARTE DE SER FELIZ | O MUNDO É GRANDE | A FALTA QUE AMA | Palavras ao Vento... | Agradecimentos | Quem sou eu? | Meus Amigos (Links Legais!) | Livro de Visitas | Fale comigo! | Título da nova página

Home

Prosa em Verso
ABANDONO

Amor de minha vida, hoje eu resolvi escrever-te,
Dizer tudo o que acontecia comigo ao ver-te...
Engraçado, teus olhos são as luzes que me guiam,
Quando te vejo, minhas ausentes palavras se refugiam,
Fogem de meu controle e não sei mais o que fazer,
Ah, minha luz, hoje para ti eu vou escrever...
Sinto-me um pequeno pássaro triste, abandonado,
Sou jovem, apesar de tudo, com um coração dilacerado,
O amor que sinto por ti é grande, não se resvala,
O que sinto por ti a nada e a ninguém se iguala,
Traze um bálsamo para meu triste coração,
Tuas palavras traduzem meu sofrimento em oração...
Anjo, te escolhi para que guiasses minha vida,
Não pensei nunca que minh'alma ficasse tão ferida,
Sempre aprendi que anjos não fazem o mal, apenas o bem,
Trazem o conforto e a esperança sem olhar a quem...
Amor meu, que eu te fiz para merecer isso tudo?
Prefiro ter-te ao meu lado e manter meu coração mudo,
Deixa eu estar perto de ti, poder te olhar,
Ver teu lindo sorriso, tua maneira de gargalhar...
Ouve de mim o que há de ti, minha oração de abandono,
Existo por ti e para ti, meu coração não tem dono,
Mas choro cada vez mais ao ver-te aqui, assim,
Estás tão perto de meus olhos, estás tão longe de mim!
Entreguei a ti meu coração, só que hoje estou sofrendo,
Eu vivo por ti, mas não sei como eu estou vivendo,
Não me imagino nunca sem ti estar aqui perto,
Mesmo tendo meu destino traçado, o futuro é incerto...
Confesso que por ti sinto-me cada vez mais apaixonada,
Tenho a certeza de que amo, não sei se sou amada,
Essa distância entre nós agora só faz me machucar,
Sei que eu te beijo, mas não sinto te beijar...
É tão triste saber que teu coração não pertence a mim,
E o que me parece, meu sofrimento não vai ter mais fim,
Mas meu consolo maior é poder ter-te aqui ao meu lado,
Nosso romance nem começou, mas o fim é apenas inacabado...
Disseste-me que sentes algo por um outro alguém,
Acato tua decisão, cada vez a aceito bem...
Meu coração se espedaça, o que posso fazer?
Acho que me cabe apenas por sua felicidade torcer,
Ficar ao teu lado quando te sentires abandonada,
De uma ou outra maneira, a ti me sinto ligada,
Carrego-te em meu coração como meu verdadeiro amor,
Em meu coração trago-te, ele tem espinhos, não tem flor,
Mesmo vendo-te em braços alheios, estarei ao teu lado,
Ofertarei a ti um pouco de mim, o que restou, amontoado,
Será que poderias voltar a me amar novamente?
Traria a ti o meu verdadeiro eu como um presente...
As minhas palavras são o meu bálsamo vital para ti,
Vem, traze o conforto, fica comigo, fica sempre aqui,
É difícil crer que deixei que me deixaste, meu amor,
Meu coração dói, ai, meu Deus, como é ruim essa dor!!!
Sabes bem o que sinto, mas quiseste aventurar nova sensação,
Vejo entregar-te a outra pessoa, esquecer o meu coração,
Presumo assim que minha dor não tardará mais a voltar,
Anjo, eu te amo, é triste saber que não queres me amar...
Aventura em outras águas, enquanto isso o mar me acalma,
Quão pássaro ferido, a canção de ninar acalenta minh'alma,
Faz-me descansar após vários e incontáveis sofrimentos,
Lembro-me muito de ti e de todos nossos momentos,
Repouso em verdejantes prados, tanto é o meu cansaço,
Quando de repente sinto-me puxada pelo meu braço,
És tu, que ao longe escutou meu triste e longo gorjeio,
Faço com que repouses e coloques tua cabeça em meu seio...
Meu amor, não tardes jamais, estás a se aventurar,
Quando quiseres ter-me, basta apenas me chamar,
Mesmo que tenhas te encantado por alguma outra pessoa,
Saiba que apenas por ti o sino do meu coração soa,
Estarei sempre a esperar o teu amor em meu coração,
Vem e traze a mim a vida, tira-me desta grande solidão,
Dá-me vida, saudade de ti, traze-me a esperança,
Quero a chance para provar-te que não sou criança...
Eu cresci, aprendi a ter renúncia e a amar sem medida,
Quase abandonou-me, mexeu profundamente na ferida,
Esqueceu-se de minha pouca e insensata inexperiência,
Estou crescendo aos poucos, tem um pouco de paciência,
Segue meu passo, sente a palavra que sai de mim,
Nosso sentimento é algo que não terá mais fim,
Anjo de minha vida, sem ti não respiro, és o meu ar,
Eu sou o que sou, tu és a vida e me ensinou o que é amar...

Tatiana Monteiro Costa